UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO
PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS

DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO

PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR

   TIPO DE COMPONENTE (Marque um X na opção)

X Disciplina
  Atividade complementar
  Monografia
  Prática de Ensino
  Módulo
  Trabalho de Graduação

   STATUS DO COMPONENTE (Marque um X na opção)

  OBRIGATÓRIO X ELETIVO   OPTATIVO

DADOS DO COMPONENTE

Código Nome Carga Horária Semanal Nº. de Créditos C. H.  Global Período
Teórica Prática
TE763 EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ETNICORRACIAIS NO BRASIL 60 0 4 60

Pré-requisitos Co-Requisitos Requisitos C.H. 0

EMENTA

Abordagem teórico-histórica da produção do racismo no Brasil; Análise das influências das teorias racialistas nas políticas educacionais brasileiras; Mito da democracia racial no Brasil; Os conceitos de raça, racismo, racismo institucional, preconceito, discriminação, etnia, estigma, esteriótipo, assimilação, processos de branquitude e branqueamento na sociedade brasileira; os discursos curriculares e a História Africana e Afrobrasileira; Racismo no livro didático; A construção social da cor; estética e os processos de afirmação das identidades etnicorraciais; Movimento negro brasileiro e a implementação de políticas públicas para a população negra, a Lei nº 10.639/03, a Lei nº 11.645/2008, as Diretrizes Curriculares para a Educação das Relações Raciais; Literatura afrobrasileira, cotidiano escolar e a construção de práticas pedagógicas para o combate ao racismo.
 

OBJETIVO (S)  DO COMPONENTE

Propiciar aos licenciandos e licenciandas:

METODOLOGIA

AVALIAÇÃO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  1. Condições de produção do racismo no Brasil e análise das teorias racialistas;
  2. Influência das teorias racialistas nas políticas educacionais brasileiras;
  3. Conceitos de raça, racismo, preconceito, disciminação, etnia, estigma, esteriótipo, assimilação, branquitude e branqueamento no Brasil;
  4. O significado político-pedagógico dos movimentos sociais negros e a implementação de políticas públicas para a população negra;
  5. Legislação para a educação das relações etnicorraciais: Lei nº 10.639/03, Lei nº 11.645/2008, Diretrizes Curriculares para a Educação das relações etnicorraciais;
  6. Discursos Curriculares e a Educação das relações etnicorraciais;
  7. Literatura africana e afrobrasileira;
  8. Estudos e pesquisas sobre educação e relações etnicorraciais;
  9. Cotidiano escolar e racismo;
  10. Projetos didáticos para o desenvolvimento das relações etnicorraciais no ambiente escolar.

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

1.     BARROS, José D'Assunção. A Construção Social da Cor: diferença e desigualdade na formação da sociedade brasileira. Petrópolis, RJ: Ed. Vozes, 2008.

2.     BRASIL, MEC/SECAD. Orientações e Ações para Educação das Relações Etnicorraciais. Brasília: SECAD, 2006.

3.     _______. Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Conmtinuada, Alfabetização e Diversidade, 2005.

4.     _______. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Etnicorraciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana. Brasília: SECAD, 2004.

5.     D’ÁVILA, Jerry. Diploma de Brancura: política social e racial no Brasil (19717 – 1945). São Paulo: Ed. Unesp, 2006.

6.     CAVALLEIRO, E. dos S. (org.). Racismo e Anti-racismo na educação: repensando nossa escola. São Paulo: Summus, 2001.

7.     GOMES, Numa Lino. Alguns Termos e Conceitos Presentes no Debate sobre Relações Raciais no Brasil: uma breve discussão. In: Educação anti-racista: caminhos pela Lei nº 10.639/03. Coleção Educação para Todos, 2005.

8.     ______ . Diversidade Cultural, Currículo e Questão Racial: desafios para a prática pedagógica. In: ABRAMOWICZ, Anete; BARBOSA, Lúcia Maria de Assunção; ROBERYTO, S. V. (orgs.). Educação como Prática da Diferença. Campinas, SP: Ed. Armazém do Ipê, 2006.

9.     _______ . A Questão Racial na Escola: desafios colocados pela implementação da Lei nº 10.639/03. In: MOREIRA, A. F.; CANDU, V. M. (orgs.). Multiculturalismo: diferenças culturais e práticas pedagógicas. Petrópolis, RJ: Ed. Vozes, 2008.

10.   _______ . A Mulher Negra que Vi de Perto. Belo Horizonte: Mazza Edições, 1995.

11.   GONÇALVES E SILVA, Petronilha Beatriz; PINTO, Regina Pahim (org.). Negro e Educação: presença do negro no sistema educacional brasileiro. São Paulo: Ação Educativa; Anped, 2001.

12.   GUIMARÃES, A. S. A. Racismo e Anti-racismo no Brasil. São Paulo: Ed. 34, 2005.

13.   __________ . Classes, Raças e Democracia. São Paulo: Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo, 2002.

14.   __________ . Preconceito Racial: modos, temas e tempos. São Paulo: Ed. Cortez, 2008.

15.   HERNANDEZ, Leila Leite. A África na sala de Aula: visita à história contemporânea. 2ª ed. São Paulo: Ed. Selo Negro, 2010.

16.   KABENGELE, Munanga. Negritude, usos e sentidos. São Paulo: Ática, 1986.

17.   LARKIN NASCIMENTO, Elisa (org.). Cultura em Movimento: matrizes africanas do ativismo negro no Brasil. Vol. 2. São Paulo: Selo Negro, 2008.

18.   MOURA, D. C. Leitura e Construção de Identidades Etnicorraciais: reflexões sobre práticas discursivas na Educação de Jovens e Adultos. Tese de Doutorado, Recife: UFPE, 2010.

19.   MOREIRA, A. F. (org.). Currículo: questões atuais. Campinas, SP: Papirus, 1997.

20.   PIZZA, Edith. Porta de Vidro: entrada para a branquitude. In: CARONE, Iray; BENTO, Maria Aparecida Silva (orgs.). Psicologia Social do Racismo: estudos sobre branquitetude e branqueamento no Brasil. Petrópolis, RJ: Ed. Vozes, 2002.

21.   ROSEMBERG, Fúlvia. Literatura Infantil e Ideologia. São Paulo: Global, 1985.

22.   SANTOS, Gislane Aparecida. A Invenção do Ser Negro: um percurso das ideias que naturalizam a inferioridade dos negros. São Paulo: Educ/Fapesc; Rio de Janeiro: Ed. Pallas, 2002.

23.   SARTRE, Jean Paul. Reflexões sobre o Racismo. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1963.

24.   SILVA, Ana Célia. A Discriminação do Negro no Livro Didático. Salvador: EDUFBA/CEAO, 1995.

25.   SOUZA, Neusa S. Tornar-se Negro: as vicissitudes da identidade do negro brasileiro em ascensão social. Rio de Janeiro: Graal, 1983.

26.   SCHWARCZ, Lívia Moritz. O Espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

27.   ZIVIANI, Denise. A Cor das palavras: a alfabetização de crianças negras entre o estigma e a transformação. Belo Horizonte: Ed. Mazza, 2012.

BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR

1.     D’ADESKY, J. Pluralismo Étnico e Multiculturalismo: racismo e antiracismo no Brasil. Rio de Janeiro: Pallas, 2001.

2.     FANON, Frantz. Peles Negras, Máscaras Brancas. Salvador: UDUFBA, 2008.

3.     FERREIRA, R. Franklin. Afrodescendente: identidade em construção. Rio de Janeiro: Pallas, 2000.

4.     Criadas para Servir: domesticidade, intimidade e retribuição. In: CUNHA, Olívia Maria Gomes; GOMES, Flávio dos Santos (orgs.). Quase Cidadãos. Rio de Janeiro: FGV, 2007. (Cap. 12)

5.     A Lubricidade do Casal Miscigenador: raça, mestiçagem, gênero e erotismo em autores clássicos da historiografia brasileira. In: MOUTINHO, Laura. Razão, Cor e Desejo. São Paulo: Ed. Unesp, 2004 . (Cap. 2)

6.     Razão e Erotismo inter-raciais em autores clássicos da literatura brasileira. In: MOUTINHO, Laura. Razão, Cor e Desejo. São Paulo: Ed. Unesp, 2004.(Cap. 3)

7.     OLIVEIRA, Dijaci Daid de. A Cor do Medo: homicídios e relações raciais no Brasil. Brasília: Ed. UnB; Goiânia: Ed. UFG, 1998.

8.     RODRIGUES, Nina. As Raças Humanas e a Responsabilidade Penal no Brasil. Rio de Janeiro: Guanabara, 1894.

9.     Relações inter-raciais em uma população indígena brasileira. In: SCHWARCZ, Lília Moritz; QUEIROZ, Renato da Silva (orgs.). Raça e Diversidade. São Paulo: Edusp, 1996.

10.   SALES JUNTOR, Ronaldo L. Democracia Racial: o não-dito racista. Revista Tempo Social, revista de sociologia da USP. Vol. 18, n. 2. Ano 2006.

11.   SILVA, Ana Célia. Desconstruindo a discriminação do negro no livro didático. Salvador: EDUFBA, 2001.

12.   TATUM, Bervely Daniel. Falando sobre raça aprendendo sobre racismo a aplicação na sala de aula da teoria do desenvolvimento da identidade racial. Harvard Eduaction Review, vol. 62, n. 1, Spring, 1992.

13.   WANDERLEY, Mariângela Belfiori. Refletindo sobre a noção exclusão. In: SAWAIA, Bader (org.). As Artimanhas da Exclusão: análise psicossocial e ética da desigualdade social. Petrópolis: Vozes, 2009.


DEPARTAMENTO A QUE PERTENCE O COMPONENTE HOMOLOGADO PELO COLEGIADO DE CURSO
Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino Licenciatura em Expressão Gráfica



ASSINATURA DO CHEFE DO DEPARTAMENTO ASSINATURA DO COORDENADOR DO CURSO

Conteúdo Disciplinares